Claudio Thebas

Juntos

Transformamos:

Forças

Amadas

Transformando uma realidade, não transformamos o mundo?

Transformação de realidade e concretização de sonhos coletivos.

 

4 palhaços e a soma poderosa do encantamento e do afeto associadas às mais variadas ferramentas do dialogo, da cooperação e da ação coletiva.

 

História

 

Missão Santa Rita

 

O FORÇAS AMADAS nasceu em 2011, quando três palhaços paulistas receberam a notícia da tragédia que havia acontecido na região serrana do Rio de Janeiro após as chuvas de verão. Munidos da certeza de que nenhuma realidade está dada, mas sim submetida à possibilidade de intervenção, foram convocados por si mesmos a se
a(r)marem e irem a “guerra”.

 

Sem camuflagem nenhuma Alvaro Lages, Cláudio Thebas e Paulo Federal fundaram o FORÇAS AMADAS. Pelanca, Olimpio e Adão, camuflados e silenciosos como é característica de qualquer palhaço (claro que não!) tornaram-se os primeiros palhaços-soldados cujo o lema “contra as armas de fogo e a favor das armas de água” deveria ser honrado em todas as missões.

 

Especialistas em conversar com pessoas, ocupar diferentes lugares, fazer serenatas pela manhã e mágicas em qualquer hora do dia, os palhaços agregavam arte ao cotidiano trazendo poesia, música e humor e resgatavam o mais humano das relações fortalecendo vínculos e relações de confiança. A missão foi um sucesso. Juntos, palhaços e comunidade  transformaram o cenário de destruição em cenário de sonhos e encontros, criando o canteiro coletivo e o cinema da escola.

 

 

Missão Pardinho

 

No segundo semestre de 2011 os palhaços foram convocados a viajar para Pardinho, interior de São Paulo, cidade que se tornou município a pouco mais de 50 anos.

A missão era colocar a cidade em contato consigo mesmo, fazer suas pessoas se conhecerem e se valorizarem.

O objetivo, em principio, era criar um pequeno cortejo com cerca de 30 adolescentes das escolas locais. Mas a ideia foi crescendo, a população se apropriando do projeto. Até as duas escolas se samba rivais, se uniram para mostrar o que é que Pardinho tem. Resultado: mais de 400 pessoas foram para a rua, cantar, dançar mostrar seu talento e principalmente, celebrar o encontro da cidade em torno de si mesma.

 

 

Missão Onibus biblioteca

 

Em 2012 e 2013 os palhaços, agora com a participação de Priscila Jacomo, a palhaça Brigite Bordô, participaram do Projeto Ônibus-Biblioteca, da Secretaria Municipal da Cultura.

Foram inúmeras incursões a bairros distantes com a missão de aproximar a comunidade dos ônibus biblioteca disponibilizados pela prefeitura.

 

Através de suas intervenções brincantes, os palhaços pouco a pouco foram diminuindo a distancia entre setores que não se falavam, reduzindo preconceitos e criando dialogo e interação entre os profissionais do ônibus, as crianças, os adultos, os idosos.

Os bebados, as donas de casa, o católico, o evangélico...

Os ônibus se tornaram ponto de encontro de gente. Sem títulos nem rótulos.

 

Visite-nos no facebook e no nosso blog:

Contato:    (11) 999.675.916

                         (11) 992.453.448

 

                         contato@escutaeconvivencia.com.br